Comunicação CRF/MG - 25/02/2016 às 15:45:34

Campanha de doação de Medula Óssea

O cadastramento de candidatos a doação de medula óssea é feito pela Fundação Hemominas e vinculado ao Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome). O interessado em se candidatar deve se dirigir a uma das unidades de atendimento, onde vai receber  as orientações.

No site do Hemominas é possível realizar um cadastramento prévio, por meio do preenchimento do “Formulário de Identificação do candidato a doação de medula” e da “Assinatura do Termo de consentimento”.

 

Após fazer o cadastro é essencial que os potenciais doadores de medula óssea mantenham seus dados cadastrais sempre atualizados no Redome.  O formulário está disponível no site do Inca - www1.inca.gov.br/doador/


O que é medula óssea?

A medula óssea, encontrada no interior dos ossos, produz os componentes do sangue, incluindo as células brancas, agentes mais importantes do sistema de defesa do nosso organismo.

Quem necessita de transplante de medula óssea?

Pacientes com produção anormal de células sanguíneas, geralmente causada por algum tipo de câncer no sangue, como, por exemplo, leucemias. Além de portadores de aplasia de medula ou pacientes cuja medula tenha sido destruída por irradiação, , por exemplo.


Quais as chances de se encontrar um doador compatível?

Estima-se que seja por volta de 35% entre doadores parentes e de 0,1% entre pessoas não aparentadas. A compatibilidade é medida pela semelhança de antígenos entre doador e receptor.

 

O que acontece se não há um doador compatível entre os familiares do paciente?

Procura-se um doador compatível num Banco de Medula Óssea. O Banco necessita de um número elevado de voluntários para aumentar a possibilidade de encontrar um doador compatível.


Se um doador compatível é encontrado, o que acontece? 

O próximo passo é ter certeza de que ele quer fazer a doação.


O que acontece com o doador antes da doação?

Ele passa por um exame clínico para certificar seu bom estado de saúde. Não há nenhuma exigência quanto a mudanças de hábitos de vida, de trabalho ou de alimentação.

 

Como a medula é removida?

Os doadores passam por uma pequena cirurgia de aproximadamente 90 minutos. São feitas de 4 a 8 punções na região pélvica posterior para aspirar a medula.


Qual a quantidade de medula óssea extraída? 

Menos de 10%. Dentro de poucas semanas a medula doada será recomposta pelo doador.


Quais são os riscos para os doadores? 

Os riscos são praticamente inexistentes. Até hoje não há relato de nenhum acidente grave devido a este procedimento. Os doadores costumam relatar um pouco de dor no local da punção.

 

Como os pacientes recebem a medula óssea?

Depois de um tratamento que destrói a própria medula, o paciente recebe a nova medula por meio de transfusão. Em duas semanas, a medula transplantada já estará produzindo células novas.











Mapa do Site

Serviços Informações Institucional Transparência    Notícias Contatos Acesso Restrito
Agendamento
2ª via Anuidade  
Capacitações
Consultar Farmacêutico  
Consultar Protocolos
CR Web
Denúncias  
Inscrição Profissional
Ouvidoria
Parcelamento  
Requerimento CR
Requerimento Online
Validar Certificado
Validar CND
Validar DIR
Validar DNCE
Agenda CRF/MG  
Área Técnica / Legislações
Concursos
Direitos e Deveres
Licitações
Perguntas Frequentes
Publicações e Documentos
Requerimentos e Modelos        
Associações Farmacêuticas
Comissões
Competências
Diretoria
Estatísticas
Estrutura
Fiscalização
História
Princípios
Projetos
Responsabilidade Social
Acesso à Informação
CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DE MINAS GERAIS
Rua Urucuia, 48 - Floresta
Belo Horizonte/MG | CEP: 30150-060
Horário de Funcionamento:
De segunda a sexta, de 8h às 17h
Todos os direitos reservados. © 2019 - Desenvolvido pela Assessoria de Imprensa e Gerência de Tecnologia da Informação do CRF/MG Conselho Regional de Farmácia de MG