Hoje em Dia - 30/03/2016 às 17:50:19

Com nova metodologia de registro, casos de zika vírus disparam e chegam a 789 em Minas

Os casos de zika vírus dispararam em Minas Gerais. O aumento ocorreu porque a Secretaria de Estado da Saúde (SES) mudou a forma como eles são contabilizados. Com isso, a contagem subiu de 89 para 789 no prazo de uma semana, sendo 10 registrados laboratorialmente e outros 779 identificados apenas pelo critério clínico, segundo boletim divulgado nesta terça-feira (29).

Com a nova metodologia, passam a ser contados também os casos cuja confirmação da doença é feita clinicamente, apenas com a análise dos sintomas apresentados pelos pacientes. A definição vem do Ministério da Saúde. É importante ressaltar que esses casos só são contabilizados em locais cuja circulação do vírus está confirmada. Outros 239 casos foram descartados e 4.814 estão sob investigação.

"A notificação utilizada em Minas Gerais, segundo definições do Ministério da Saúde, é por suspeita clínica e não por resultado laboratorial. Sendo assim, uma vez que é confirmada a circulação do vírus em um local (nos municípios ou, em casos de municípios maiores, nos bairros), não é necessário realizar exames laboratoriais para a confirmação do diagnóstico da doença", diz o boletim.

Mosquito da dengue Aedes aegypti, também transmissor do zika vírus
(Muhammad Mahdi Karim/Wikipedia/Reprodução)

Dengue e chikungunya

Além disso, foi confirmada mais uma morte por dengue no Estado, fazendo o número de óbitos chegar a 30. Outras 125 mortes estão sob investigação. A campeã de óbitos é Juiz de Fora com oito, seguida por Belo Horizonte, com seis. Ao todo são 251.315 prováveis casos da doença.

Sobre a febre chikungunya, a SES divide os casos em três classificações. Os notificados (513), confirmados (8), descartados (337) e aqueles que ainda estão sob investigação, ou seja, que aguardam resultado de exames (168). Com cinco casos confirmados, Belo Horizonte lidera o ranking de enfermos.

Gestantes

Foram contabilizados, ainda, 108 casos de gestantes com exantema – erupções cutâneas decorrentes do zika vírus. Outros nove foram descartados e 304 estão sob investigação, totalizando 421 notificações. Sobre os casos de microcefalia, são 76 notificações. Em Sete Lagoas foi registrado um caso de aborto espontâneo.

Sete lagoas, com 15 gestantes infectadas, é a cidade com o maior número de casos, seguida por Ipatinga, com 13, Belo Horizonte e Montes Claros com 12 e Coronel Fabriciano com dez.











Mapa do Site

Serviços Informações Institucional Transparência    Notícias Contatos Acesso Restrito
Agendamento
2ª via Anuidade  
Capacitações
Consultar Farmacêutico  
Consultar Protocolos
CR Web
Denúncias  
Inscrição Profissional
Ouvidoria
Parcelamento  
Requerimento CR
Requerimento Online
Validar Certificado
Validar CND
Validar DIR
Validar DNCE
Agenda CRF/MG  
Área Técnica / Legislações
Concursos
Direitos e Deveres
Licitações
Perguntas Frequentes
Publicações e Documentos
Requerimentos e Modelos        
Associações Farmacêuticas
Comissões
Competências
Diretoria
Estatísticas
Estrutura
Fiscalização
História
Princípios
Projetos
Responsabilidade Social
Acesso à Informação
CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DE MINAS GERAIS
Rua Urucuia, 48 - Floresta
Belo Horizonte/MG | CEP: 30150-060
Horário de Funcionamento:
De segunda a sexta, de 8h às 17h
Todos os direitos reservados. © 2019 - Desenvolvido pela Assessoria de Imprensa e Gerência de Tecnologia da Informação do CRF/MG Conselho Regional de Farmácia de MG