O Tempo - 17/10/2016 às 13:17:29

Estudo da UFMG busca usar guaraná contra doenças inflamatórias

Segundo a lenda indígena, o guaraná corresponde aos olhos de um jovem índio, bonito e generoso, morto pelo deus da escuridão. Com o passar dos anos, a lenda sobre seu surgimento foi substituída pelo uso da planta pela população indígena, que se aproveitou de suas ações terapêuticas. Hoje, ela é amplamente utilizada para manter a energia e a concentração, devido à presença de cafeína em sua composição. E ainda novos usos do guaraná estão prestes a serem confirmados.

Pesquisadores da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) descobriram que o guaraná pode ser utilizado para a produção de medicamentos para doenças inflamatórias, como artrite reumatoide, colite ulcerativa, psoríase, entre outras.

“Na literatura, há registros do uso da planta como imunoprotetor, antimicrobiano, antipirético e analgésico. Nosso objetivo com o estudo foi averiguar essas propriedades para que, futuramente, o guaraná possa ser utilizado em medicamentos fitoterápicos ou como fitofármaco (uso do princípio ativo) para outras ações terapêuticas”, explica a coordenadora da pesquisa e professora Rachel Castilho.

Na primeira fase do estudo, os pesquisadores descobriram que o guaraná é capaz de inibir o TNF-alfa, citocina inflamatória (grupo de moléculas) responsável pelo desenvolvimento de diversas doenças. Eles utilizaram o extrato das sementes do guaraná fracionado para realizar a “descafeinização” da planta e, então, foram realizadas a identificação e a quantificação dos constituintes presentes para a padronização desse extrato, passos fundamentais para a desenvolvimento de um medicamento.

“O número de medicamentos desenvolvidos e aprovados, tendo como alvo o TNF-alfa para o tratamento de doenças inflamatórias é pequeno, e, além disso, eles têm alto custo e diversos efeitos adversos relacionados. Assim, é um grande passo comprovar o potencial do guaraná na terapia anti-TNF”, defende Rachel.

Investimentos. Com o apoio financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a pesquisa ainda não incluiu o teste em humanos.

De acordo com Rachel Castilho, o próximo passo é fazer os testes em animais. Nesta etapa, será avaliado como o extrato padronizado se comporta nos experimentos. Também será avaliada a farmacocinética – como as substâncias são absorvidas e eliminadas pelo organismo – e também a toxicidade do extrato padronizado do guaraná.

“Só depois disso, será feita uma etapa clínica com testes em seres humanos. Mas isso vai depender dos investimentos futuros. Temos a necessidade de firmar parcerias fora da universidade para que a pesquisa vá além do ambiente acadêmico”, explica a professora.

Flash

Patente. Desde o ano passado, os pesquisadores da UFMG esperam pelo registro da patente da pesquisa com o guaraná. Mas ainda não há previsão para o registro.







Mapa do Site

Serviços Informações Institucional Transparência    Projeto Notícias Contatos Acesso Restrito
Agendamento
Anuidade
Capacitações
Consultar Farmacêutico  
Consultar Protocolos
CR Web
Denúncias  
Inscrição Profissional
Ouvidoria
Requerimento CR
Requerimento Online
Validar Certificado
Validar CND
Validar DIR
Validar DNCE
Agenda e Eventos Farmacêuticos
Área Técnica / Legislações
Concursos
Direitos e Deveres
Licitações
Mídias Sociais
Perguntas Frequentes
Publicações e Documentos
Requerimentos e Modelos        
Associações Farmacêuticas
Comissões
Competências
Diretoria
Estatísticas
Estrutura
Fiscalização
História
Princípios
Responsabilidade Social
Atitude Farmacêutica
CRFMG de Vantagens
Receita Legível
Acesso à Informação
CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DE MINAS GERAIS
Rua Rodrigues Caldas, 493 - Santo Agostinho
Belo Horizonte/MG | CEP: 30.190-120
Horário de Funcionamento:
De segunda a sexta, de 08h às 17h
Todos os direitos reservados. © 2021 - Desenvolvido pela Assessoria de Imprensa e Gerência de Tecnologia da Informação do CRF/MG Conselho Regional de Farmácia de MG