Farmacêuticos devem estar preparados para orientar a população sobre a imunização da Covid-19

Comunicação CRF/MG - 14/12/2020 às 16:30:57

Farmacêuticos devem estar preparados para orientar a população sobre a imunização da Covid-19

No sábado, 12/12, o Governo Federal anunciou o Plano Nacional de Operacionalização (PNO) Contra a Covid-19 , após requisição do Supremo Tribunal Federal, que tem previsão de imunizar 51,4 milhões de pessoas no primeiro semestre de 2021. 

O Plano estabelece as ações e estratégias para a operacionalização da vacinação e apresenta a população-alvo e grupos prioritários para a imunização. Na operacionalização, os farmacêuticos exercerão papel fundamental para a eficiência do PNO. Em boa parte dos municípios brasileiros, o farmacêutico é o responsável pela garantia da qualidade e logística de abastecimentos de medicamentos e insumos, incluindo as vacinas.

O país tem um especial histórico de expertise em política de imunização, uma importante Rede de Frios nacional que pode chegar a 50 mil postos de vacinações em períodos de campanha, viabilizando a adequada logística das, aproximadamente, 300 milhões de doses de imunobiológicos distribuídas anualmente pelo Plano Nacional de Imunização, para o alcance da cobertura vacinal em todo o território nacional.

Fases

Segundo o Plano do Governo, o Brasil já garantiu 300 milhões de doses de vacinas Covid-19 por meio dos acordos, sendo da Fiocruz/AstraZeneca 100,4 milhões de doses, até julho/2020, e mais 30 milhões de doses/mês no segundo semestre; da Covax Facility são 42,5 milhões de doses e, em negociação, de 70 milhões de doses com a Pfizer.

São propostas quatro fases para vacinação da população-alvo prioritária, sendo o público previsto, inicialmente, os profissionais de saúde, os idosos, os indígenas, os portadores de comorbidades, os professores e forças de segurança. Ficou de fora a população ribeirinha, os quilombolas e os privados de liberdade.

Em função da pandemia, foi necessária a introdução de novas vacinas de forma acelerada, usando novas tecnologias de produção e que serão administradas em milhões de indivíduos, podendo haver um aumento no número de notificações de eventos adversos pós-vacinação. Assim, torna-se necessário o fortalecimento dos sistemas de vigilância epidemiológica e sanitária no Brasil, em especial no manejo, identificação, notificação e investigação de eventos adversos por profissionais da saúde.

Como as vacinas em fase 3 de testes não previram alguns grupos específicos, ficam impedidas de utilizarem o imunizante, a princípio, menores de 18 anos; gestantes e pessoas que apresentaram uma reação anafilática confirmada a qualquer componente da referida vacina.

É imprescindível conhecimento prévio das características técnicas das vacinas, quanto à quantidade de doses necessárias a imunização, condições específicas de armazenamento e organização da logística com os vários tipos de vacinas.

É importante que todos os farmacêuticos, atuantes ou não no SUS, estejam preparados para orientar a população sobre os protocolos a serem seguidos de acordo com o plano de vacinação e, principalmente, participem ativamente da farmacovigilância monitorando os pacientes, identificando e notificando às autoridades sanitárias as possíveis reações adversas.

Conheça o Plano

 







Mapa do Site

Serviços Informações Institucional Transparência    Projeto Notícias Contatos Acesso Restrito
Agendamento
Anuidade
Capacitações
Consultar Farmacêutico  
Consultar Protocolos
CR Web
Denúncias  
Inscrição Profissional
Ouvidoria
Requerimento CR
Requerimento Online
Validar Certificado
Validar CND
Validar DIR
Validar DNCE
Agenda e Eventos Farmacêuticos
Área Técnica / Legislações
Concursos
Direitos e Deveres
Licitações
Mídias Sociais
Perguntas Frequentes
Publicações e Documentos
Requerimentos e Modelos        
Associações Farmacêuticas
Comissões
Competências
Diretoria
Estatísticas
Estrutura
Fiscalização
História
Princípios
Responsabilidade Social
Atitude Farmacêutica
CRFMG de Vantagens
Receita Legível
Acesso à Informação
CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DE MINAS GERAIS
Rua Rodrigues Caldas, 493 - Santo Agostinho
Belo Horizonte/MG | CEP: 30.190-120
Horário de Funcionamento:
De segunda a sexta, de 08h às 17h
Todos os direitos reservados. © 2021 - Desenvolvido pela Assessoria de Imprensa e Gerência de Tecnologia da Informação do CRF/MG Conselho Regional de Farmácia de MG