Ministério da Saúde publica Diretrizes Nacionais do Cuidado Farmacêutico

Comunicação CRF/MG - 18/06/2024 às 11:33:49

Ministério da Saúde publica Diretrizes Nacionais do Cuidado Farmacêutico

O Ministério da Saúde acaba de publicar a Portaria GM/MS nº 4.379, de 14 de junho de 2024, que estabelece as Diretrizes Nacionais do Cuidado Farmacêutico (DNCF) no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). A medida promete redefinir o cuidado com o paciente e aprimorar a qualidade dos serviços de saúde em todo o Brasil. Muito esperada pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF), a publicação é o resultado do trabalho conjunto entre o Ministério da Saúde, o Conass e o Conasems, conselhos que congregam as secretarias de Saúde dos estados e municípios. 

“Trata-se de um marco significativo para a Política Nacional de Assistência Farmacêutica, destacando o papel essencial dos farmacêuticos no SUS e favorecendo a empregabilidade da categoria na saúde pública. Agradecemos ao Ministério da Saúde e, também, ao Conasems, que tem acolhido nossas propostas e buscado a interlocução com o SUS no sentido de aproveitar de forma adequada a capacidade técnica do farmacêutico em favor dos usuários do sistema”, comentou o presidente do CFF, Walter da Silva Jorge João. “Defendemos essa mudança desde que publicamos as resoluções nº 585 e nº 586, ambas de 2013, para instituir as atribuições clínicas do farmacêutico e a prescrição farmacêutica. ”

Quando cita o Conasems, o presidente do CFF refere-se ao termo de cooperação assinado pelo CFF e o conselho no ano passado, prevendo a aproximação entre os conselhos de Secretarias Municipais (Cosems) e os conselhos regionais de Farmácia pela participação do farmacêutico no sistema público de saúde. A nova portaria apresenta uma visão abrangente e moderna do cuidado farmacêutico, detalhando conceitos e serviços fundamentais para a prática clínica, regulamentada pelo CFF. As 13 diretrizes estabelecidas na portaria do Ministério da Saúde visam orientar as estratégias e ações necessárias para o desenvolvimento do cuidado farmacêutico em todas as esferas do SUS. 

“Este novo enfoque coloca a pessoa no centro do cuidado, evidenciando o foco do Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos (DAF) em garantir o acesso ao medicamento, mas também o cuidado, a segurança e a efetividade dos tratamentos, em consonância com o princípio da integralidade do SUS”, comenta Marco Aurélio Pereira, diretor do departamento do Ministério da Saúde. “A construção, aprovação e publicação das DNCF refletem um esforço coletivo e representam um avanço crucial na forma de fazer saúde no Brasil”, complementa.

As diretrizes não apenas incentivam a implementação do cuidado farmacêutico em estados e municípios, mas também introduzem a possibilidade de oferecer esses serviços tanto presencialmente quanto remotamente. Essa flexibilidade, autorizada pelo CFF por meio da Resolução nº 727/2022, que regulamenta a prática de Telefarmácia, é essencial para atender às diversas necessidades e realidades dos cidadãos brasileiros, mostrando que o SUS está em constante evolução para melhor atender à população. 

O projeto de implementação das DNCF surge da necessidade de estruturar de maneira sustentável o cuidado farmacêutico no SUS, integrando-o em uma rede focada na pessoa. “A partir de agora, de uma forma institucionalizada, temos o direcionamento das ações e estratégias voltadas ao desenvolvimento do cuidado farmacêutico. Essas diretrizes são fundamentais para minimizar problemas relacionados à farmacoterapia, como falta de adesão, acesso, segurança e efetividade dos medicamentos disponibilizados aos usuários do SUS”, avalia Lorena Baía, do Grupo de Trabalho sobre Saúde Pública do CFF.  

Com as novas diretrizes, o ministério visa garantir que os serviços clínicos ofertados pelos farmacêuticos no SUS sejam seguros, eficazes e favoreçam a adesão aos tratamentos. O projeto é transversal, abrangendo várias etapas, desde o diagnóstico e oficinas locais para verificar as necessidades, até a modelagem dos serviços em colaboração com estados e municípios. Além disso, inclui monitoramento, acompanhamento de resultados por meio de teleconsultoria e suporte contínuo com materiais, treinamentos e apoio à implementação. 

“As diretrizes nacionais demonstram o compromisso do Governo Lula e da gestão da Ministra Nísia, com as demandas do controle social apontadas na 17ª Conferência Nacional de Saúde. Estas estão contempladas nas prioridades do plano plurianual e no plano nacional de saúde ampliando os serviços farmacêuticos até o final de 2027. O cuidado passa de fato a ser centrado na pessoa, transformando a forma como o SUS cuida da população e elevando a importância dos cuidados multiprofissionais com a participação direta do farmacêutico nos diferentes níveis de atenção da rede”, destaca Marco Aurélio Pereira.







Mapa do Site

Serviços Informações Institucional Transparência    Projeto Eleições Contatos Acesso Restrito
Agendamento
Validar PGRSS
Anuidade
Capacitações
Consultar Farmacêutico  
Consultar Protocolos
Denúncias  
Empresa Nova - Registro
Impressão CRT
Inscrição Profissional
Ouvidoria
Requerimento CR
Requerimento Online
Validar Certificado
Validar CND
Validar DIR
Validar DNCE
Agenda e Eventos Farmacêuticos
Área Técnica / Legislações
Concursos
Direitos e Deveres
Licitações
Mídias Sociais
Perguntas Frequentes
Publicações e Documentos
Requerimentos e Modelos        
Associações Farmacêuticas
Comissões
Competências
Diretoria
Estatísticas
Estrutura
Fiscalização
História
Princípios
Responsabilidade Social
Atitude Farmacêutica
CRFMG de Vantagens
Receita Legível
CRF ON
Acesso à Informação
CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DE MINAS GERAIS
Rua Rodrigues Caldas, 493 - Santo Agostinho
Belo Horizonte/MG | CEP: 30.190-120
Telefone: (31) 3218-1000
Horário de Funcionamento:
De segunda a sexta, de 08h às 17h
Todos os direitos reservados. © 2024 - Desenvolvido pela Assessoria de Imprensa e Gerência de Tecnologia da Informação do CRF/MG Conselho Regional de Farmácia de MG